A condição de Espera/Estado de presença
Priscila Costa Oliveira e Dieizon Rodrigues

A exposição foi realizada em 2014 no espaço Triplex Arte Contemporânea em Pelotas/RS e consistia em uma sala com duas poltronas, uma filmadora e uma televisão fora do ar, onde o público foi convidado a sentar de costas  e falar sobre o que quisesse, a contar alguma história ou falar sobre um assunto, toda fala era registrada pela filmadora enquanto _s artista apenas escutavam. Em uma segunda sala: almofadas, chá e bolachinhas, convidavam o público para conversas faladas ou silenciosas. Priorizando o encontro simplesmente pelo encontro, que cria o tempo nas conversas, nas narrativas e nas perguntas, a palavra falada é a duração de uma experiência artista-público. Foi uma exposição experimental com duração de sete dias (de segunda a domingo) onde os artistas permaneceram no espaço todo o tempo da exposição. Recebendo o público para uma conversa e troca de experiências. A ação teve como propósito ativar as manifestações de encontros e de estar junto como prática artística. Durante as ações, vários grupos e outros artistas foram convidados a propor ações dentro da ação.